Click on the slide!

Dia 28 tem manifestação das Centrais Sindicais

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

O Presidente da Mais...

Click on the slide!

Isenção de impostos 2015

NOTÍCIAS >> Ultimas Notícias

Clique nos links abaixo para baixar os arquivosMais...

Click on the slide!

19 de Dezembro - Feriado estadual de emancipação política do Paraná

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

Confira abaixo o Parecer sobre o feriado.Autores:Dr. Sandro Lunard Nicoladeli Professor de Direito do Trabalho da Universidade Federal do ParanáDr. André…

Mais...
Click on the slide!

Plenária Estadual NCST/PR - 2014

NOTÍCIAS >> Ultimas Notícias

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO Mais...

Click on the slide!

Posse da nova diretoria da NCST/PR

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

Tomou posse na manhã desta segunda-feira (02), a nova diretoria da Nova…

Mais...
Click on the slide!

Marcha das Centrais reúne cerca de 50 mil trabalhadores na capital paulista

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

A capital paulista vivenciou, nesta quarta-feira (9),…

Mais...
Click on the slide!

Greve em hotéis, restaurantes e similares de Curitiba

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

Uma assembleia com a participação de mais de 20% dos trabalhadores…

Mais...
Click on the slide!

Trabalhadores vão as ruas contra a terceirização

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

As centrais sindicais realizaram na manhã desta terça-feira (06) mobilização unificada contra o Projeto de…

Mais...
Click on the slide!

Posse aos membros do Comitê Gestor do Trabalho Decente

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

  O governador Beto Richa deu posse nesta terça-feira (19/03), em solenidade no Palácio Iguaçu, aos membros do…

Mais...
Frontpage Slideshow (version 2.0.0) - Copyright © 2006-2008 by JoomlaWorks

Centrais Sindicais vão as ruas em defesa dos direitos e empregos

Em defesa do emprego e dos direitos trabalhistas, as centrais sindicais CTB, CUT, CSB, Força Sindical, Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) e UGT realizaram nesta quarta-feira (28), o Dia Nacional de Luta, com marchas, paralisações e atos em todo o Brasil.

A principal reivindicação das centrais é a revogação das medidas que alteram a concessão de benefícios previdenciários e trabalhistas, lançadas por Medida Provisória pelo governo no final de dezembro. Mas os trabalhadores também pedem a mudança no rumo da economia.

Às 10 horas da manhã, os trabalhadores das diversas centrais sindicais se reuniram em Curitiba na Praça Santos Andrade, em frente ao prédio do INSS.

As medidas incluídas nas duas MPs mencionadas prejudicam os trabalhadores ao dificultar o acesso ao seguro-desemprego com a exigência de 18 meses de trabalho nos 24 meses anteriores à dispensa, num país em que a rotatividade da mão de obra é intensa, bloqueando em particular o acesso de trabalhadores jovens a este benefício social. As novas exigências para a pensão por morte penalizam igualmente os trabalhadores: enquanto não se mexe nas pensões de alguns “privilegiados”, restringem o valor do benefício em até 50% para trabalhadores de baixa renda.

As Centrais Sindicais condenam não só o método utilizado pelo Governo Federal, que antes havia se comprometido a dialogar previamente eventuais medidas que afetassem a classe trabalhadora, de anunciar de forma unilateral as MPs 664 e 665, bem como o conteúdo dessas medidas, que vão na contramão do compromisso com a manutenção dos direitos trabalhistas.

De forma unânime as Centrais Sindicais reivindicam a revogação/retirada dessas MPs, de modo a que se abra uma verdadeira discussão sobre a correção de distorções e eventuais fraudes, discussão para a qual as Centrais sempre estiveram abertas, reafirmando sua defesa intransigente dos direitos trabalhistas, os quais não aceitamos que sejam reduzidos ou tenham seu acesso dificultado.

As medidas, além de atingirem os trabalhadores e trabalhadoras, vão na direção contrária da estruturação do sistema de seguridade social, com redução de direitos e sem combate efetivo às irregularidades que teriam sido a motivação do governo para adotá-las. Desta maneira, as Centrais Sindicais entendem que as alterações propostas pelas MPs terão efeito negativo na política de redução das desigualdades sociais, bandeira histórica da classe trabalhadora.

Confira abaixo, entrevista com Adriano Carlesso - Presidente do SINDIMOVEC e Secretário Estadual dos Trabalhadores Metalúrgicos da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado do Paraná.

Adriano Carlesso1

 

Última atualização ( Qua, 28 de Janeiro de 2015 15:20 )
 

Presidente da Nova Central participa do XXIV Seminário de Dirigentes Sindicais da Construção e do Mobiliário do Estado do Paraná

IMG 4201

O Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado do Paraná, Denílson Pestana da Costa, está participando do XXIV - Seminário de Dirigentes Sindicais da Construção e do Mobiliário do Estado do Paraná. O evento promovido pela FETRACONSPAR - Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário do Estado do Paraná, entidade presidida pelo companheiro Geraldo Ramthun, está sendo realizado na Colônia de Ferias da entidade, localizada na Rua Sr. Bom Jesus, n.º 2560 - Bairro: Pontal Norte - Balneário Brandalize. O Seminário conta com a participação de 39 de seus 40 sindicatos filiados, sendo 89 Dirigentes sindicais inscritos.

 

Este evento visa, através de palestras, atividades e integração, melhorar a formação de seus dirigentes sindicais, para que possam atender da melhor forma possível as reivindicações dos Trabalhadores.


Na Segunda-feira (26), pela manhã, foi realizada a cerimônia de abertura do evento,  com a participação dos companheiros: Geraldo Ramthun - Presidente da FETRACONSPAR e Diretor de Organização Sindical da NCST Nacional; José Calixto Ramos - Presidente da Nova Central Sindical de Sindical de Trabalhadores;  Francisco Chagas Viana - Presidente da FTI da Construção e do Mobiliário do Maranhão e Vice-Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Industrias da Construção e do Mobiliário - CONTRICOM; Altamiro Perdoná - Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Santa Catarina; Edvan Mariano da Cruz - Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias do Norte e Nordeste; Webergton Sudário - Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário do Mato Grosso do Sul; Ademar Rangel - Presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de São Paulo; Reinaldim Barboza Pereira - Secretário Geral da FETRACONSPAR e Presidente do STI da Construção e do Mobiliário de Paranavaí e Denílson Pestana da Costa, Secretário de Finanças da FETRACONSPAR, Presidente do STI da Construção e do Mobiliário de Londrina e da NCST/PR. 

 

Na parte da tarde, ocorreram palestras com o Sr. Marcos Verlaine -  Jornalista, Analista Político e Assessor Parlamentar do DIAP, com o tema: Perspectiva dos Trabalhadores no 2º Mandato da Presidente Dilma Rousseff, outra com o Sr. Clemente Ganz Lúcio - Diretor Técnico do DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, com o tema: Análise Econômica e Desafios Sindicais e por último a palestra ministrada pelo Sr. Fabiano Camargo da Silva - Economista e Técnico do DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos no Paraná.

 

 

Em seguida foi ministrada palestra do Sr. José Calixto Ramos, Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria (CNTI), com o tema: Perspectiva do Movimento Sindical na Atual Conjuntura. 

Na manhã de terça-feira (27), ocorreu a apresentação dos dirigentes que participam pela primeira vez do seminário bem como um Painel com os companheiros: Webergton Sudário -  Presidente da FTICM do Mato Grosso do Sul; Ademar Rangel - Presidente da FTICM de São Paulo e Altamiro Perdoná - Presidente da FTICM de Santa Catarina.

 
O evento segue até quinta-feira (29) [clique aqui e confira a programação completa].

Última atualização ( Ter, 27 de Janeiro de 2015 14:32 )
 

Centrais convocam ‘Dia Nacional de Luta’ em defesa do emprego e pela garantia dos direitos trabalhistas

20861-jtnovon-1

As centrais sindicais – Força Sindical, CUT, Nova Central, CTB, CSB e UGT –  convocam para o dia 28 de Janeiro (próxima quarta-feira), o Dia Nacional de Lutas, em defesa do emprego e dos direitos trabalhistas ameaçados pelas últimas medidas da equipe econômica do governo Dilma. Manifestações ocorrerão em todo território nacional.

As Centrais Sindicais convocam todos os trabalhadores a participar do Dia Nacional de Lutas em defesa dos direitos e do emprego. As manifestações, unitárias, têm o objetivo de protestar contra a decisão do governo federal de atacar e reduzir as conquistas trabalhistas, por meio da introdução das Medidas Provisórias (MPs) 664 e 665.

Caso sejam aprovadas pelo Congresso, as medidas tornarão mais difícil o acesso das pessoas ao segurodesemprego, abono salarial (PIS-Pasep),auxílio-doença, pensões, seguro-defeso e auxílio-reclusão, e assim como estabelecem a terceirização da perícia médica no caso das empresas privadas.

Segundo sindicalistas de seis centrais sindicais, os trabalhadores não vão abrir mão de direitos. Eles exigem a revogação das medidas provisórias, assim como propõem a abertura de um processo de negociação para corrigir distorções e eventuais fraudes na concessão de direitos e benefícios.

Clique aqui e leia a íntegra do jornal de convocação para dia de luta

Fonte: miltoncompolitica.wordpress.com

Última atualização ( Sex, 23 de Janeiro de 2015 15:22 )
 

Dia 28 tem manifestação das Centrais Sindicais

O Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado do Paraná, Denílson Pestana da Costa, esteve presente na tarde desta quarta-feira (22), na sede da CUT em Curitiba, onde se reuniu com as demais Centrais Sindicais do estado. Na ocasião foram debatidos temas referentes a manifestação do dia 28 de janeiro (Dia Nacional de Luta em Defesa dos Empregos e dos demais Direitos). Ficou definido que o evento terá inicio as 10 horas em frente a Universidade Federal do Paraná (Praça Santos Andrade) e terá como pauta principal a posição contraria das Centrais Sindicais em relação as Medidas Provisórias n° 664/2014 e n° 665/2014.

Última atualização ( Qui, 22 de Janeiro de 2015 10:06 )
 

Luto no sindicalismo paranaense

Com grande pesar, comunicamos o falecimento do companheiro JOSÉ THOMAZ, Presidente do SOE MARINGÁ - Sindicato dos Oficiais Eletricistas e Trabalhadores na Indústria de Instalações Elétricas, Hidráulicas, Gás e Sanitárias de Maringá.

JOSE THOMAZ

José Thomaz        * 02/12/1946         + 21/01/2015
Última atualização ( Qua, 21 de Janeiro de 2015 17:26 )
 

logotvncst

FILIE-SE

reducao-jornada-ncst2

carteira-assinada-ncst

Quem está online?

Nós temos 286 visitantes online

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede