Click on the slide!

Plenária Estadual NCST/PR - 2014

NOTÍCIAS >> Ultimas Notícias

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO Mais...

Click on the slide!

Posse da nova diretoria da NCST/PR

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

Tomou posse na manhã desta segunda-feira (02), a nova diretoria da Nova…

Mais...
Click on the slide!

Marcha das Centrais reúne cerca de 50 mil trabalhadores na capital paulista

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

A capital paulista vivenciou, nesta quarta-feira (9),…

Mais...
Click on the slide!

Greve em hotéis, restaurantes e similares de Curitiba

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

Uma assembleia com a participação de mais de 20% dos trabalhadores…

Mais...
Click on the slide!

Trabalhadores vão as ruas contra a terceirização

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

As centrais sindicais realizaram na manhã desta terça-feira (06) mobilização unificada contra o Projeto de…

Mais...
Click on the slide!

Chapa "União e Luta" vence eleição do SISMUF com 93% de aprovação dos votos coletados

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

Nessa quinta-feira (05) chegou ao fim o processo…

Mais...
Click on the slide!

Posse aos membros do Comitê Gestor do Trabalho Decente

NOTÍCIAS >> Notícias NCST/PR

  O governador Beto Richa deu posse nesta terça-feira (19/03), em solenidade no Palácio Iguaçu, aos membros do…

Mais...
Frontpage Slideshow (version 2.0.0) - Copyright © 2006-2008 by JoomlaWorks

Centrais programam manifestação contra o projeto de lei das terceirizações no dia 6 de agosto

Ato será na Rua XV de novembro para protestar contra PL 4330 do deputado Sandro Mabel.

As centrais sindicais definiram nesta quarta-feira (31) os detalhes finais da mobilização do dia 06 de agosto contra o Projeto de Lei 4330, do deputado Sandro Mabel, que escancara as terceirizações no serviço público e privado. Em Curitiba, a manifestação será realizada às 11h30 na Rua XV de Novembro, na frente da Associação Comercial do Paraná. 

O projeto - O modelo de contratação terceirizada deveria servir, exclusivamente, para suprir necessidades específicas e complementares das empresas. Contudo, pela possibilidade de driblar os direitos trabalhistas, esta forma de contratação está sendo cada vez mais utilizada pelo setor privado. 

O deputado federal Sandro Mabel (PMDB-GO) apresentou, em 2004, o projeto de lei 4.330 que regulamenta estas terceirizações e precariza as relações de trabalho. Caso seja aprovado, o PL permitirá a contratação de trabalhadores neste sistema em todas as atividades, inclusive na fim, a principal da empresa, que poderá funcionar sem nenhum contratado e direito. Além de fragilizar a organização e a representação sindical, este modelo colocar um fim nos direitos trabalhistas conquistados ao longo das últimas décadas. 

Os detalhes da manifestação foram definidos em reunião na Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB). Além da NCST, representantes da Força Sindical, CUT, CTB, CSB e CSP garantiram a sua presença no evento.

Última atualização ( Qua, 07 de Agosto de 2013 15:02 )
 

Final do 6º Torneio de Futebol Suíço do SINTRICOMU

 

FOTO142O Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado do Paraná (NCST/PR), Denílson Pestana da Costa, esteve presente no dia 28 (domingo) às 9h00, nas dependências da Associação da AVAU, situada na estrada Canelinha em Umuarama - PR, onde foi realizada a etapa final do 6º TORNEIO DE FUTEBIOL SUÍÇO - SINTRICOMU (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Umuarama), apoiado pela NCST e pela FETRACONSPAR.

 

Última atualização ( Qua, 07 de Agosto de 2013 15:06 ) Leia mais...
 

Nova Central no “Dia Nacional de Lutas”.

O dia 11 de julho (quinta-feira) foi marcado pelo “Dia Nacional de Lutas” com Greves e Mobilizações em defesa da democracia e dos direitos dos trabalhadores onde teve atos públicos, greves e protestos em todo o Brasil.

A NCST/PARANÁ convocou a participação dos dirigentes e colaboradores dos sindicatos filiados que ocuparam importantes pontos em diversas cidades do estado, onde defendeu as seguintes bandeiras de luta: 40 horas semanais, sem perdas salariais; Fim do fator previdenciário; Mais geração de emprego e renda; Combate à corrupção; Fim do pedágio na terceira ponte; Redução dos salários dos parlamentares; Redução da carga tributária; Combate à demissão imotivada; Melhoria do transporte coletivo; Salário igual para trabalho igual; Correção da tabela do imposto de renda; Mais qualidade nos serviços públicos; Valorização das aposentadorias; Negociação coletiva no setor público e Reforma agrária e política agrícola, entre outras.

Ao contrário das grandes manifestações que ocorreram no País a partir de meados de junho, dessa vez as bandeiras de sindicatos e de partidos políticos estavam presentes em abundância. O clima foi pacífico a maior parte do tempo.

Em Curitiba, as manifestações começaram desde a madrugada em diversos locais e terminaram com um grande ato público na Praça Rui Barbosa, no centro, às 16h.

Leia mais...
 

Centrais Sindicais em reunião com o Secretário do Trabalho do Paraná


ugtdieese-01.jpg

O Presidente da NCST/PR - Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado do Paraná, Denílson Pestana da Costa  esteve presente na reunião com o secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Cláudio Romanelli

As centrais sindicais estiveram reunidas em Curitiba (PR), nesta quarta-feira, 10/7, com o secretário estadual do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, deputado Luiz Cláudio Romanelli.

Os dirigentes levaram ao secretário a preocupação do movimento sindical em relação aos cortes de mais de 200 milhões de reais no orçamento do Estado do Paraná, e que essa determinação do governador Beto Richa (PSDB), acabe atingindo projetos considerados essenciais para a qualificação profissional dos trabalhadores, dentre elas o Observatório do Trabalho.

Outra preocupação levantada pelos sindicalistas foi no sentido da manutenção da política do reajuste do mínimo regional. As centrais querem a manutenção do reajuste baseado na inflação do período mais o aumento real, calculado com base no crescimento do PIB do Estado.

O secretário disse aos sindicalistas que, por enquanto os programas essenciais não serão afetados, mas também pediu a colaboração das centrais, principalmente as que compõem o CODEFAT - Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador, em Brasília, no sentido de cobrarem do governo federal mais investimentos na qualificação dos trabalhadores.

Foto: MGS/UGT

 

 

Nova Central é eleita para compor o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher

mesa assemblia cedmForam eleitas nesta sexta-feira (05) as entidades da sociedade civil que passam a integrar o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher do Paraná (CEDM/PR), criado por lei estadual (nº 17504/13) neste ano pelo governador Beto Richa.

O Conselho, que funciona no âmbito da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, é composto por 26 membros e respectivos suplentes, dos quais 50% são representantes do poder público e 50%, da sociedade civil organizada. É um órgão consultivo e deliberativo, que possibilita a participação popular na elaboração de diretrizes de ação governamental voltadas à promoção dos direitos das mulheres, além de atuar no controle social de políticas públicas de igualdade de gênero. 

“Estamos inaugurando um período muito importante para as políticas públicas voltadas à mulher, porque antes havia um conselho criado por decreto, mas agora temos um conselho criado por lei, com poder deliberativo e constituído de forma paritária. Ou seja, Governo e Sociedade Civil estão em pé de igualdade na definição dessas políticas”, afirma Regina Bley, vice-diretora do Departamento de Direitos Humanos e Cidadania da Secretaria. 

Por ordem de maior votação, as 13 entidades que passam a compor o Conselho no biênio 2013/2015 são:

1ª - Fetaep (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná);
2ª - NCST/PR (Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado do Paraná);
3ª - Rede Feminista da Saúde;
4ª - Grupo Dignidade;
5ª  - UBM/PR (União Brasileira de Mulheres - Seção do Paraná);
6ª - CUT (Central Única dos Trabalhadores);
7ª - Rede de Mulheres Negras-PR;
8ª - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Refinação, Destilação, Exploração e Produção de Petróleo, nos Estados do Paraná e Santa Catarina;
9ª - Cepac (Centro Paranaense da Cidadania);
10ª - Federação de Mulheres do Paraná;
11ª - Assempa (Associação das Entidades de Mulheres do Paraná);
12ª - Yle Axe Opo Omin e Espaço Mulher.

As quatro entidades suplente foram eleitas na seguinte ordem de maior votação:

1ª - Fecep (Federação dos Empregados do Comércio do Estado do Paraná);
2ª - Sindicato dos Agentes Comunitários da Saúde do Estado do Paraná;
3ª - Associação Nós do Poder Rosa  
4ª - UGT (União Geral dos Trabalhadores do Estado do Paraná). 

img 3614Representando a Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado do Paraná, esteve a Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Telêmaco Borba, Daiane  Campos Luna.

GOVERNAMENTAIS - Os representantes governamentais do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher do Paraná são das secretarias da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos; da Segurança Pública; da Saúde; do Emprego, Trabalho e Economia Solidária; da Família e Desenvolvimento Social; da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; da Cultura; da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul; da Educação; do Esporte; da Agricultura e Abastecimento; de Relações com a Comunidade e da Casa Civil. 

Última atualização ( Seg, 08 de Julho de 2013 18:50 )
 

logotvncst

FILIE-SE

reducao-jornada-ncst2

carteira-assinada-ncst

Quem está online?

Nós temos 221 visitantes online

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede