CNJ investigará manifestação política de desembargador do TRT-4

VETADO NA LOMAN

 

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, instaurou, de ofício, mais um pedido de providências referente a manifestação político-partidária de magistrado durante o período eleitoral.

Desta vez, a autoria das declarações é atribuída ao desembargador Luiz Alberto de Vargas, do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, que teria postado mensagens em favor de um candidato à Presidência da República e criticado seu adversário.

A conduta configura violação aos deveres profissionais dos magistrados, conforme disposto no artigo 95, parágrafo único, inciso III, da Constituição Federal; no artigo 36, III, da Loman, no Provimento 71/2018 da Corregedoria Nacional de Justiça e na nota de recomendação expedida em 5 de outubro pelo corregedor nacional de Justiça.

O magistrado terá 15 dias para apresentar esclarecimentos sobre suas manifestações. Com informações da Assessoria de Imprensa do CNJ.

 

 

Revista Consultor Jurídico, 19 de outubro de 2018.

 

Acesso Restrito

Rede NCST Sindical

ncst-rede